Translate

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O bem ou o mal sofrer


Como é importante para alguns de nós demonstrar ter “razão” em determinadas circunstâncias.
Há pessoas que só se sentem felizes quando conseguem provar que estavam certas.
As vezes parece insano! Impondo sua visão, abusando da capacidade de persuasão, tentando provar que está certo sobre este ou aquele assunto, sobre este ou aquele fato.
Eu tenho razão ! Eu estou certo!
Isto tem sido motivo de agravamentos nas relações, sejam afetivas, sociais,profissionais.
Diria mesmo que é um calcanhar de Aquiles, que não nos permite caminhar em direção a tranqüilidade, felicidade , paz de espírito.
Defender nosso ponto de vista, nossa veracidade, tem exigido de nós farto manancial de energias, que poderiam ser melhor aproveitadas em outros sentidos.
Mas diria alguns; aqueles mais afoitos, bramindo a bandeira da justiça  que :
-         “A verdade deve ser dita doa a quem doer”
-          “A justiça deve ser feita “.
È lógico que não podemos ser coniventes com as coisas erradas,isso é   inaceitável.
Eu concordo com essas colocações pois sou afeita a verdade e justiça.
Acredito nas forças maiores que regem nossas vidas e  que estão acima da justiça dos homens.
Mas tenho aprendido também que muitas das situações que  desejam estabelecer verdades, principalmente em nossa vida pessoal, estão muito conectadas com nosso ego,nosso pré julgamento das situações, nossa necessidade de sobrepor-se aos outros,e as vezes restrita a jogos de poder.
Cada um de nós tem uma visão relativa daquilo que se diz chamar-se verdade. Por isso muitas histórias nos dizem que a verdade é como um espelho que se partiu. Pessoas recolheram,e cada uma possue um pedaço. 
Talvez esse modo de agir esteja estruturado em crenças religiosas, filosofia de vida, hábitos e costumes que herdamos de pessoas importantes em nossas vidas,num dado momento,onde a ultima palavra devia ser do discutidor. Precisamos rever a questão.
Pois quando a maturidade do viver e do amar começam a permear nossa individualidade, percebemos que muito mais importante do que ter razão, ou estar de dedo em riste no nariz de alguém, é ter habilidade de lidar com nossas emoções e com a dos outros; bem como saber expressa-las no momento adequado canalizando-as para os reais objetivos a serem atingidos, e que deve  estar alicerçado no bem estar comum.
Ultimamente tenho ouvido constantemente, uma frase do poeta Ferreira Goulart que diz: - Você quer ser feliz ou ter razão!
Todos queremos ser felizes.
Mas para isso precisamos do conhecimento e de habilidade para fazer as coisas acontecerem.
Defesas, resistências sempre vão existir nos relacionamentos ,assim como relevar,ceder,perdoar também  fazem parte das relações, por isso é importante  estabelecer entre duas pessoas uma ponte de confiança e comunicação, sem jogos de poder.
Alguns chamam isso de “Inteligência Emocional, outros de *Resiliência, descobertas importantes da ciência no campo da psicologia, neurolinguistica,,neuropsicofisiologia.
Palavras que englobam conceitos modernos, buscando ajudar o homem a resolver seus conflitos,superando emoções tortuosas do momento, pelo entendimento amoroso que ele deve ter de si mesmo e do outro.
O Evangelho de Jesus fala sobre “o bem sofrer ou o mal sofrer”, em “ Bem Aventurados os aflitos pois deles é o reino dos Céus”.
Quando ele diz isso, não quer dizer que é a favor do sofrimento ou a dor. Ele fala sobre aqueles que sabem superar  as provações com coragem ,fé boa vontade,determinação, pois estamos  num aprendizado de  amorização.
Saber,querer,poder escolher, a forma mais adequada de enfrentar uma situação tem sido a consideração do Evangelho de Jesus quando nos aconselha a seguir seus ensinos lidando com paciência,tolerância, amor nos momentos difíceis.
Nós podemos nos rebelar, desesperar, aumentando a problemática, ou podemos pelo entendimento de que tudo é aprendizado e necessidade do espírito imortal, arregaçar as mangas e assumir a dificuldade buscando recursos para sua mais rápida solução. Moldando-se a cada obstáculo ou desafio, contornando situações, desenvolvendo a capacidade pessoal,ou talentos,como Jesus coloca.Recursos de compreensão dos fatos, e sua significância em nosso processo de evolução.
De modo geral, o homem já percebeu que as dificuldades do viver na Terra são proporcionais ao que ele pode suportar, como vemos em ditados antigos e populares: " O fardo é proporcional às forças."
Por isso nos momentos de confronto em vez de dizermos: - Eu tenho razão!
Lembremo-nos de Lacordaire que deixa uma mensagem no Evangelho Segundo o Espiritismo escrevendo: " Quando vos atingir um motivo de dor ou de contrariedade, tratai de elevar-vos acima das circunstâncias. E quando chegardes a dominar os impulsos da impaciência, da cólera ou do desespero, dizei, com justa satisfação: - Eu fui o mais forte".




*Lacordaire  ( Texto retirado de O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. V - Bem-Aventurados os Aflitos )

* - A resiliência consiste no equilíbrio entre a tensão e a habilidade de lutar, de atingir outro nível de consciência, que nos traz uma mudança de comportamento e a capacidade de lidar com os obstáculos da vida e do profissional.
                                                                      
*Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.