Translate

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Auto Revelação

Quem não possui um problema,não sente uma dor, não faria de tudo para superar determinadas situações que parecem insolúveis?
Acredito que todos nós!
Tenho aprendido muito acerca do sofrimento e da dor com as experiências da vida e com o Espiritismo também.
Primeiramente ele nos esclarece que a Doutrina é consoladora, pois ela amplia nossos horizontes, trazendo esperanças renovadas.
Nos diz que a fatalidade não existe, que o único determinismo em nossas vidas é a felicidade.
Que existe um  ”bem sofrer” e um  “mal sofrer” significando que podemos fazer escolhas.
Então o que nos impede de sermos felizes, avançando com destemor?.
Já sabemos que não somos perfeitos, entendemos e aceitamos que a evolução não dá saltos, que o tempo é fator fundamental para o aprendizado.
Porque o temor a angustia que nos acomete ante as vicissitudes?
Há o esquecimento do passado. Há o amor do Pai nos propiciando a reencarnação como Lei Natural, colaborando para um novo recomeço.
Amigos espirituais, anjos guardiões, que velam pelo nosso progresso pelo nosso bem.
Porque permitimos a tristeza nos invadir e o desalento tomar conta de nós?
Jesus nos alerta; a felicidade não é deste mundo! Mas nos diz também; que o reino de Deus está dentro de nós! Mudando-se o homem muda-se tudo ao seu redor. Então porque a dor e a solidão?
Há uma passagem no evangelho que diz que todos nós estaremos sozinhos um dia perante a própria consciência.Tendo de encarar a si mesmo,seus valores,conteúdos,ações, na avaliação perante o próprio coração.
Talvez seja a hora do * “Gólgata” tão expressiva para o Cristo em sua consciência cósmica, nessa entrega de si mesmo ao Pai.
Mas tão inespressiva para a Cristandade no seu entendimento mais profundo. Fixado somente no simbolismo da dor, mas não na representatividade do amadurecimento profundo do “ser”.
Aquele que sulca a alma como o arado sulca a terra para o plantio.Onde se remove raízes, detritos e impurezas ultimas da terra, para se depositar sementes novas para um novo ciclo de vida.
Há de acontecer um desdobramento dentro de nós, para esses momentos difíceis.
Um momento de entrega.Um desapegar-se, deixar ir, acontecer, para percebermos que algo muito acima de nós rege nossas vidas.
Forças poderosas impulsionadoras daquilo que deve ser modificado em nós.
Forças de transformação, onde a mente, que reflete e organiza os recursos na luta como entendemos aqui na  Terra, será ineficaz para resistir-lhe, pois a alma deve prestar contas das realidades do espírito imortal.
Uma única resposta ecoará em nosso intimo.
Confia !
Todo momento de entrega é o momento derradeiro da confiança!
Experiência de fé necessária ante os dissabores.
Como o lavrador que depois do terreno pronto e semeado cumpridor de todos seus deveres aguarda a mãe Natureza pródiga em seus desígnios.
Com certeza a prodigalidade do Pai é bem maior, pois ele é suprema justiça, bondade e amor.
Esperando cada um de nós para o ensino derradeiro.
O da auto revelação, onde teremos a certeza luminosa em Deus, ultrapassando o âmbito da crença religiosa, fazendo o coração repousar numa energia constante de realização divina não mais dizendo
“eu creio” mas afirmando “eu sei”.



*Calvário = em hebraico Gólgata

sexta-feira, 2 de julho de 2010

O Sono E a Mediunidade

Não durma no ponto !
È o ponto central da questão para não perdermos nada daquilo que nos está reservado.
Significando que estamos desatentos com relação as nossas atitudes, que por vezes são incoerentes com as nossas necessidades.
Fato simples e corriqueiro do dia a dia, mas se bem observado quantas oportunidades somadas a nosso favor...
Oportunidades de escolhas que a ação previsível propicia.
Reflexão sobre direcionamentos quando o estado emocional favorece.
Atitude coerentes com meu modo de pensar e agir.
Benefícios que podem ser extensivos não só a mim, mas a outros ao meu derredor.
Uma extensa gama de situações ampliadas ou delimitadas neste estado de alerta e vigilância sobre mim mesmo, permitindo-me descobrir novos horizontes, e caminhos para atingir objetivos.
Por isso companheiros quando forem ao centro Espírita, estejam alertas para a palestra.
Ela é 80 % responsável pela cura.! Os 20% que faltam pertencem ao passe.
Isso quando formos bem preparados por ela. Quando a sintonia ocorreu de fato e nossa mente está num padrão vibratório elevado para assimilação dos fluidos regeneradores doados pela espiritualidade através dos médiuns .O médium funciona como câmara retificadora de ajuste para o padrão necessário entre plano físico e espiritual, dando assim a condição para a doação.
Todos precisam fazer sua parte, palestrante, assistidos médiuns.
Então imaginem o quão importante é termos ouvido de ouvir.Coração e mente atentos para assimilar.
Naquele dia quando a atividade iniciou, mal começara a palestra verificando o publico, percebi ali em um canto,bem acomodado braços cruzados sobre a barriga, alguém dormindo!
O expositor falava alto e em bom tom.
Algumas frases faziam o publico dar um leve murmúrio, mas nosso amigo nada ouvia, dormia livre, leve solto.
Na hora do passe parei em sua frente e fiquei olhando como abordá-lo,e ele acordando me olhou,e sem que eu dissesse nada foi falando:
-Opa! Eu dormi, é só chegar aqui no Centro e eu durmo.
-Acho que é espiritual, o expositor vai falando...,falando.....
-Acho que me desdobro....
-Que ouço melhor espiritualmente, do que no corpo físico.
-Deve ser mediunidade! Ai foi se levantando....
E eu sem dizer nada, só olhando com um sorriso na face e a mão indicando o lugar para onde ele devia se dirigir.
Fui atendendo outras pessoas mas quando olhei de novo, lá estava nosso amigo aguardando na fila,mas já encostado na parede.
De fato a vida estressante que levamos, o trânsito, a má alimentação nos induz ao cansaço extremo.
Quantas pessoas vêm ao Centro direto do trabalho,sem tempo sequer de tomar um banho,fazer uma refeição.
Quando chegamos ouvimos musica suave.
O ambiente é tranqüilo,acolhedor, e assim  vamos relaxando,abaixando as defesas naturais, das agressões e violências de toda ordem sofridas no cotidiano.
E neste relaxamento (que deve ser apenas físico,e mental ) vamos nos concentrando absorvidos por esta envolvência, diminuindo o ritmo respiratório e de repente o sono vem......
Tudo muito natural, mas daí acreditarmos ser mediunidade há uma longa distância.....
Podemos estar sendo médium do efeito do sono.
Podemos também ser médiuns do baixo padrão vibratório que refletimos e nos envolve na maneira de ser. Ser médiuns da influencia vibratória inferior de nossos pensamentos aviltantes, ou médiuns de outras mentes que nos buscam através da sintonia inferior se comprazendo em não permitir que despertemos do sono profundo do acomodamento em que nos encontramos. Médiuns do desequilíbrio emocional, da inquietação perante a vida no desespero fremente pelas buscas insanas.
Mas diriam alguns, não deixam de ser médiuns!
Mas a mediunidade como deve ser entendida a intermediação entre plano fisico e espiritual é a Mediunidade com Jesus, baseada no esforço ingente do amor e da melhoria interior.
Precisamos saber distinguir entre perturbação de fundo mediúnico, de Mediunidade
Perturbação de fundo mediúnico é quando as forças espirituais estão exauridas nos desajustes e desatinos do homem material, favorecendo em seu campo emocional debilitado, os estados alterados da sensibilidade desajustada nas provas adquiridas das paixões e dos viciamentos.
Onde obscuros inimigos nos espreitam, observam, como diz *Jesus, após ter expulsado os espíritos impuros do homem obsedado, dizendo que se ele não mantivesse a casa interior limpa e adornada eles retornariam em multidões.
*Quando o homem esta exaurido, em suas forças vitais, é conduzido ao sono para refazimento.Esse é o processo da Lei Natural criada por Deus para fortalecimento e ajustes do aprendizado necessário, quando o espírito está preso no corpo físico e tem anseios pelo retorno ao plano espiritual como espírito que é. Mas conforme esteja livre busca no plano espiritual os interesses, as companhias que lhe apraz.
Aprendizado ou desatinos na sintonia vibratória em consoante com a Lei de Causa e Efeito.
Se há ligação espiritual inferior, há desgaste de energia que são subsidiadas a outrem que se locupleta a todo instante ao seu bel prazer.
Se a ligação espiritual é superior há o fortalecimento, e a inspiração para superação dos obstáculos, a vida se revitaliza e tudo se renova ao despertar do novo dia.
Por isso estejamos atentos meus irmãos, há um extenso campo a ser palmilhado por aquele que freqüenta a casa espírita, está sob assistência espiritual, e aprendendo sobre a fé raciocinada.
Se após a assistência espiritual, ainda houver uma sensibilidade que denota precisar de direcionamento especifico, ai falaremos em mediunidade tarefa a ser trabalhada no momento, através das tarefas e escolas mediúnicas.
Mas se houve o reequilíbrio das forças físicas e espirituais, esclarecimento para atitudes renovadas, adesão consciente no campo do bem, continuemos no aprendizado do Espiritismo pois estamos indo ao encontro de dias melhores, onde o reequilíbrio e a paz serão motivos permanentes para nos mantermos “despertos” e não dormirmos no ponto.


*Lucas cap.11 versiculo 24,25,26.


*O sr Kardec nos explica muito bem a questão do sono.
No livro dos espíritos, sobre a denominação de emancipação da alma,dizendo que:
Sempre que haja prostração das forças vitais o Espírito se desprende e quanto mais fraco estiver o corpo,mais o espírito estará livre. ( pgta 407 LE )