Translate

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Basta a cada dia sua aflição



-Estou atrasado...Estou atrasado...
Dizia o coelho de relógio nas mãos, na história de Alice no País das Maravilhas.
- Que horas são... Quantos minutos já passaram...  Está na hora ?...
Assim falam muitas pessoas, de olhar sempre no relógio. 
Andar rápido. Alguns empurrões. E lá vão elas tentando cumprir prazos e horários.
É mais ou menos assim que grande parte da população se comporta no dia de hoje frente aos inúmeros compromissos assumidos, e que devem ser solucionados num curto espaço de tempo.
Às vezes me pergunto se realmente o progresso que esperávamos valeu a pena, já que é quase impossível vivermos no aperto do tempo que transformamos nossa vida, frente a tantos afazeres.
Utilizamos a tecnologia para termos mais tempo.E o que estamos fazendo do tempo excedente ?
-Mas se houvesse mais algumas horas eu teria mais alguns compromissos diriam alguns, mergulhado no mundo de seus interesses.
Eu me pergunto: - O tempo é curto ou nós estamos assumindo compromissos em demasia.
Inatividade é ruim, mas atividade em excesso também.
Será que estamos realmente priorizando o que é importante?
Será que não estamos fazendo tudo de uma só vez?
Será que estamos só vendo a quantidade e não a qualidade dos afazeres?
E nossa vida de relação como fica?
Acho que mal amados e mau amantes!
Algumas pesquisas indicam que 30% de brasileiros estão com a "síndrome da pressa". Depois de convivermos com a  “síndrome do pânico” a qual nem digerimos ainda, só nos resta agora a “síndrome da pressa”.
Apesar de não ser reconhecida pela psiquiatria, a “síndrome da pressa” é estudada desde 1980.
Segundo estudo realizado pelo Internacional Stress Management Association do Brasil (Isma- BR) entidade que estuda os efeitos do stresse; o transtorno já atinge cerca de 30% dos brasileiros.
Ela não constitui uma doença, mas uma série de comportamentos que altera significativamente a saúde e a qualidade de vida dos indivíduos.
Outro dia uma senhora passou mal porque teve de esperar uma fila para pagar um carnet, tamanha ansiedade e stresse que sentiu.
Outros andam com passo tão acelerado que acabam atropelando quem tem um andar mais lento que o seu.Até subindo uma escada presenciei um atropelamento, pois a pessoa não esperando o elevador desceu tão rápido que trombou com quem vinha subindo.Se não fosse trágico seria cômico como costumamos falar.
As pessoas que sofrem desse transtorno vivem literalmente com pressa, ou seja, não sentem ansiedade apenas em contextos específicos, como antes de uma reunião importante.
“A pressa do dia a dia é pontual, direcionada para um momento. Já a síndrome acompanha o individuo nas 24 horas. Ele acredita que é pouco tempo para dar conta de suas demandas, acumula cada vez funções e se sente culpado se não faz mais coisas”, explica a psicóloga *Katie Almondes.
- Não consigo diminuir o ritmo.Sinto-me mal se ficar parada. E me irrito com quem é lerdo ou quando demoro muito para terminar alguma coisa, são os dizeres de quem tem pressa.
Tensão, hostilidade, impaciência, ansiedade, sono agitado, inadmissão a atrasos, problemas de memorização e interrupção da fala de terceiros, são sinais pertinentes à síndrome da pressa.Muito comum nos dias de hoje, mas que contradiz os cuidados que devemos ter para conosco em nossa vida.
Desacelera companheiro...desacelera...
Nós não estamos no Grand Prix.
Nem sempre o mais rápido é o melhor.Às vezes nossa cultura diz isso, questionando a lerdeza como insuficiência ou incapacidade, mas isso não é real.
Atitude pausada bem arrazoada e segura, não significa exatamente tédio ou lentidão. A pressa faz-nos passar de leve pelas coisas sem amealharmos os conteúdos, sem entendimento, ou aprofundamento. As decisões importantes não devem ser tomadas de afogadilho, impulsivamente todos sabemos.
Às vezes perdemos a oportunidade de usufruirmos um momento tão esperado por nós.
Precisamos encontrar um meio termo entre o rápido e o lento.
Às vezes as circunstancias nos impõe um certo aceleramento, como cuidar de doentes, de crianças, mas isso não significa que não possamos usufruir momentos de paz e calma.
Precisamos estar atentos para recuperar nosso ritmo de vida, nos conectar com nossa essência.
Meimei nos diz que a “simplicidade” é recurso de grande valia
Acalmemos nossos pensamentos nossas emoções; não rendamos culto a quem não nos faz melhor.
Ouçamos uma boa musica façamos a leitura de um bom livro cultive a meditação, a prece tudo isso é recurso infalível para harmonização de nós mesmos.Precisamos reavaliar os reais valores de vida, e com determinação mudarmos comportamentos e atitudes.Estamos aqui reencarnados para usufruirmos cada instante de nossa vida naquilo que toque a profundidade de nosso ser, trazendo a tona o melhor de nós mesmos, e isso não precisa de correria desenfreada, afinal a evolução não dá saltos, mas se faz paulatinamente, com trabalho, serenidade e constância.
- "Basta a cada dia sua aflição "dizia Jesus.
Vivamos um dia de cada vez,na plenitude que ele nos proporciona.
“Na vida há algo mais do que incrementar nossa velocidade” 
(Mahatma Gandhi)       

*Prof. Dra. Katie Almondes
Psicóloga 
Prof. Adjunta do Departamento de Psicologia/UFRN
Orientadora do programa de Pós-Graduação em Psicologia


**Atualmente, a ISMA está representada em 12 países: Alemanha, Austrália, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Hong Kong, Índia, Inglaterra, Japão, Rússia e, mais recentemente, Brasil, sendo a mais antiga associação para o gerenciamento do stress e ainda a única com caráter internacional.

domingo, 16 de outubro de 2011

Nascer,crescer,morrer,renascer ainda, tal é a lei

Claras águas cercam todo meu ser, imersa que estou neste lago liquido, morno,acolhedor.
Sons de batimentos fortes e contínuos atingem meu silêncio. 
Sons que me acalmam, pois são como musica a qual me acostumei pois dizem que estou viva e participante.
Vibrações cariciosas de afeto me envolvem o tempo todo, dizendo-me que sou querida e amada.As mãos de minha mãe me afagam,protegem,acarinham.
Eu sinto-me bem!
Fortalecida no imenso trabalho da construção biológica em que meu corpo se encontra.
Meus pensamentos... Ah meus pensamentos !
São percepções do sonoro, do tépido, do aquoso que me sustentam.
São sensações das substâncias que me mantém vitalmente ativa e que de hora em hora chegam até mim na forma glicosada.Estou me formando paulatinamente.
Já possuo pernas, mãos, cabeça, tronco. Estou prontinha por fora, mas ainda segue o planejamento das retificações dos órgãos, ossos, pele, sistemas, dentro de mim.
Eu também durmo, e me movimento bastante neste lago de águas claras 
que me circundam,aquecem,protegem.
Estou voltando!
Sendo acolhida ansiosamente,carinhosamente,por aqueles que serão meus pais.
Quantos preparos e expectativas nesta espera!
Já sabem : - Serei menina!
Meu nome : - Será Ana Clara!
Minha avó materna espera que eu tenha os cabelos avermelhados da família de meu pai, e os olhos claros da família de minha mãe.
Mas isso são apenas especulações de avó tentando desde já me enfeitar ao olhos do mundo.
Sonhos e esperanças trago dentro de mim!
E sonhos e esperanças traçam para mim aqueles que me esperam.
Retorno a Terra. Este fervilhante celeiro de vida, através da oportunidade da reencarnação.
Viverei numa família que tem como preceitos de educação o Espiritismo.
Com certeza me ensinarão sobre a importância do amor, da família, de Deus.
Meu compromisso será com os vínculos de afeto para com eles, mas meu compromisso maior será para com a “vida”.
Esta vida que estão me facultando agora, e que percebo quão preciosa é, oferecida por Deus em suas leis sábias e amorosas, e mantida pela generosidade de minha mãe e meu pai.
Aceitaram-me, acolhem-me na condição de filha nesta encarnação.
Este é um entrelaçamento da necessidade, vontade,e aceitação de cada um , numa programação de aprendizagem e evolução para todos nós.
Neste instante sinto-me enraizada nas energias profundas de minha mãe. Que pouco a pouco se transubstancia na preciosa semente,que  cresce, cresce, até poder ser fruto precioso da vida.
O tempo me chama, e com ele a certeza que em breve a luz se fará. 
E através do choro e do vagido forte, romperei os laços da dependência física que passo agora, para os braços firmes e amorosos de meus pais titias,titios
priminhas e vovós.
Que me esperam ansiosos, com roupas, mamadeiras e fraldas, para fazer parte desta família terrena, nesta abençoada escola, que Deus traçou e escolheu para acolhimento do espírito imortal.
Nascer,crescer,morrer,renascer ainda tal é a lei.
As águas de Março esperam por você, Ana Clara!

Minha querida netinha! 




ANA CLARA




Clareia o dia                                             Numa nova alvorada

As reminescências
De um antigo viajor

Que  sob o ardor do sol nascente
Vem tão pungentemente
Vivificar-se no amor

De pais ,tias,tios e avós
A recuperar-se dos nós
De antanhos vividos

E que agora exauridos
Retomam através do berço
Num recomeço
Aos braços queridos dos amados seus.

Bom augúrio muita felicidade
Nos traz Ana Clara
Demonstrando que na eternidade
Quem se ama nunca se separa











sábado, 1 de outubro de 2011

Recebendo Criticas

Buscando cumprir um programa de auto educação, o homem de bem avalia-se constantemente.
Vigiando, orando, trabalhando,estando atento para não se envolver em desequilíbrios desnecessários.
Afinal a reforma intima faz parte do processo de burilamento.


Mas para saber se realmente estamos agindo com atitudes renovadas nada como sermos surpreendidos de vez em quando com a observação de alguém sobre nós e nossas atitudes. 
Nada como perceber que de repente vem chegando até nós, sorrateira ou abruptamente, ela:  a  “CRITICA”:


- Ai...Ai...Ai...Como dói.
A critica? Não, nosso ego!
Aquele que você pensa estar quase superado pelos exercícios constantes de conscientização.


Aquele que você pensou estar amenizado. Afinal "eu"  estou mais maduro emocionalmente.
Mas ela a “CRITICA” vem e faz um rebuliço lá dentro de nós procurando onde o "senhor ego" se esconde.


A espiritualidade e o Sr Kardec deixam claro no Livro dos Espíritos  que a maior dificuldade  para o homem em evolução nesse planeta é superar o orgulho e o egoísmo.Dizendo ser esse o maior escolho da alma em aprendizado.


Mas se você já caminhou alguns passos no sentido de auto superação não desanime não; vamos parar e pensar sobre o assunto.
Afinal a evolução não dá saltos, o aprendizado é dinâmico e não estático, e nós sempre precisamos recomeçar.


Pare, pense, reflita sobre a questão.
Receber criticas, faz parte da vida; lidar com elas é que é um desafio.


Observando o mundo ao meu redor percebo que as pessoas acreditam que reagir vigorosamente seja a solução.Pois devem provar que a pessoa que as criticou estava errada.Ás vezes ela precisa mesmo, mas é preciso saber lidar com as criticas de forma positiva.


Elas podem trazer em si oportunidades valiosas de aprendizado.
Podendo ser um genuíno modo de identificar e corrigir desconformidades de atitudes. Haverá aquelas que nada acrescentam, ou que são dirigidas à pessoa errada, mas é necessário lidar com estas também.


Segure a sua primeira reação, conte até dez, coloque “água da paz” na boca como o nosso Chico Xavier dizia, pois nossa primeira reação tende a ser muito mais emocional que racional reduzindo a chance de resolver eventual problema real, ou ter um aprendizado como experiência.


Não morda a isca de “bater boca”, pois você pode até ganha-lo, mas reagir a provocações não é boa estratégia, pois quem reage perde-se no hábito e pode ser facilmente manipulado e conduzido.
Por mais inapropriada seja a critica talvez traga algo sobre você, sobre o que está fazendo, ou sobre a pessoa que esta falando, que você desconheça.


Observe se essa não é uma critica viciosa daquelas que são reflexos dos problemas de quem está criticando e não algo que a pessoa que esta sendo criticada fez ou deixou de fazer. Pois nós só podemos controlar a nós mesmos e não os outros, portanto cabe a cada um de nós lidar com a situação.


Analise o núcleo da questão, pois às vezes a critica vem embalada numa série de camadas de ofensas.
Identificar e responder somente o centro da questão é uma forma de evitar desgastes de energias, caindo nas armadilhas emocionais.Assim também aquele que critica receberá a mensagem de que não conseguiu ofende-lo dispensando futuras manifestações.


Se a critica te afetou profundamente, avalie-se emocionalmente, podem estar presentes aspectos depressivos, ansiosos, e fantasiosos contribuindo para que as criticas negativas surtam tanto impacto sobre você.


Quando nos encontramos bem interiormente conseguimos modificar a energia que é negativa em positiva, transformando-a em motivação.
Precisamos aprender a ouvir uma critica, mas essa é uma habilidade que se adquire com o treino e compreensão.Precisamos acalmar nossas defesas, reafirmando a segurança que temos em nós.


Agir com maturidade e serenidade é uma decisão que nos torna mais confiantes.Perceber que algo poderia ter sido feito melhor nos torna mais competentes.Uma critica construtiva deve ter o ensejo generoso de ajudar alguém trazendo à consciência algo que o outro não percebe.


Ela é saudável quando brota da sabedoria pacifica da mente e vem envolta em suavidade do coração.Por isso antes de dizer algo a alguém deve observar de onde vem a palavra.Quando vêm envoltas em paixões e emoções, elas são insensatas e precisam se acalmar antes de serem ditas.


A critica construtiva é calma, pacifica amorosa, fundamentada em argumentos racionais, isenta do fogo das emoções e brotam do desejo genuíno de ajudar e fazer um bem pelo outro.
As palavras são como folhas ao vento; uma vez soltas é impossível retê-las.


Desenvolva um profundo respeito e gratidão pelas criticas construtivas, elas são sempre um convite ao aperfeiçoamento e um poderoso remédio contra a vaidade.Quanto a criticas negativas, observe-as no contexto de um aprendizado maior ainda sobre as circunstancias que envolvem a nós mesmos, nossas atitudes a as pessoas com quem convivemos.


Lembre-se, sempre que estivermos fazendo algo quer no campo profissional, familiar ou em equipes de voluntariado, haverá aqueles que nos criticarão, pois não se atira pedra em arvore sem frutos.