Translate

domingo, 4 de dezembro de 2011

Então é Natal ........Aleluia ! Aleluia !.....


Olá amigos e companheiros do blog Pátria Espírita!
Tenho falado sobre o Espiritismo nestes quase dois anos e hoje me permitam falar especialmente com vocês como amigos que já somos.
Estou muito grata pela numero de visitantes que têm entrado no blog, pois meu objetivo é esse, levar o pensamento espírita aos corações que estão despertando  para as necessidades da vida espiritual Essa relação tem contribuído muito para comigo , pois para falar com vocês,além de reviver momentos importantes no aprendizado da Doutrina Espírita,tive também de estudar e pesquisar mais,  para dar o melhor,o que com certeza me fez crescer.
Esse ano foi de muito trabalho, no lar, em família, na casa e causa espírita.
Acho que por isso passou tão rápido.
Já estamos no final do ano,nos preparando para o Natal.
Gostaria de agradecer a cada um que visitou esse espaço virtual,assim como seus seguidores:
Maria Alice,Clarice,Bernardete,Leila,João Carlos,Nanci,Paraguassu,Bianca,Graziela,Lucila,Márcia Regina,Cibele,Edson, Simone.Claudinei que  partiu para patria espiritual há um mês,mas que vou deixar seu retrato no blog.
Estou feliz por essa amizade! Muito obrigado!
O ano passado fiz uma postagem que se chamava “Fazer de conta é sonhar”
que expressava meus sentimentos de avó por minha netinha Luiza que era bem pequenina.Hoje quero compartilhar com vocês o sonho realizado neste domingo, pois Luiza participou comigo da montagem do presépio de natal “realmente”.
Alem desse, outro sonho iniciou-se pois vou ser vovó pela segunda vez,e Ana Clara veio participar também da montagem do presépio na barriga da mamãe.
Quer coisa melhor ? Dizem que melhor que isso só dois disso!
Pois é,o sonho duplicou-se, não é ótimo!
Amigos embora comemoremos o Natal no final do ano, para nós espíritas a convivência com Jesus deve ser diária,em todos os sentidos,principalmente com o próximo mais próximo que é nosso familiar,não nos esqueçamos disso,pois o que adianta fazermos caridade lá fora,se dentro do lar está faltando nossa participação afetiva.È lógica que as vezes não somos aceitos, temos nossa dificuldades,mas o empenho na superação falará por nós no tribunal da consciência,repercutindo na espiritualidade.
Façamos sempre nossa parte,cumpramos com nossos deveres, e tudo mais nos será acrescentado pela bondade de Deus.
Possamos rever as questões emocionais que nos constragem e adoecem,através das mágoas e dissabores, aproveitando toda a emoção do Natal para o exercício do perdão.
Recomecemos neste ano de 2012 que é o ano da transição planetária para recomeçarmos uma nova fase,dentro de um plano de amorização em todos os sentidos.
Desejo a todos muita paz,muita saúde!
Feliz Natal ! Bom Ano Novo !





terça-feira, 22 de novembro de 2011

O bem ou o mal sofrer


Como é importante para alguns de nós demonstrar ter “razão” em determinadas circunstâncias.
Há pessoas que só se sentem felizes quando conseguem provar que estavam certas.
As vezes parece insano! Impondo sua visão, abusando da capacidade de persuasão, tentando provar que está certo sobre este ou aquele assunto, sobre este ou aquele fato.
Eu tenho razão ! Eu estou certo!
Isto tem sido motivo de agravamentos nas relações, sejam afetivas, sociais,profissionais.
Diria mesmo que é um calcanhar de Aquiles, que não nos permite caminhar em direção a tranqüilidade, felicidade , paz de espírito.
Defender nosso ponto de vista, nossa veracidade, tem exigido de nós farto manancial de energias, que poderiam ser melhor aproveitadas em outros sentidos.
Mas diria alguns; aqueles mais afoitos, bramindo a bandeira da justiça  que :
-         “A verdade deve ser dita doa a quem doer”
-          “A justiça deve ser feita “.
È lógico que não podemos ser coniventes com as coisas erradas,isso é   inaceitável.
Eu concordo com essas colocações pois sou afeita a verdade e justiça.
Acredito nas forças maiores que regem nossas vidas e  que estão acima da justiça dos homens.
Mas tenho aprendido também que muitas das situações que  desejam estabelecer verdades, principalmente em nossa vida pessoal, estão muito conectadas com nosso ego,nosso pré julgamento das situações, nossa necessidade de sobrepor-se aos outros,e as vezes restrita a jogos de poder.
Cada um de nós tem uma visão relativa daquilo que se diz chamar-se verdade. Por isso muitas histórias nos dizem que a verdade é como um espelho que se partiu. Pessoas recolheram,e cada uma possue um pedaço. 
Talvez esse modo de agir esteja estruturado em crenças religiosas, filosofia de vida, hábitos e costumes que herdamos de pessoas importantes em nossas vidas,num dado momento,onde a ultima palavra devia ser do discutidor. Precisamos rever a questão.
Pois quando a maturidade do viver e do amar começam a permear nossa individualidade, percebemos que muito mais importante do que ter razão, ou estar de dedo em riste no nariz de alguém, é ter habilidade de lidar com nossas emoções e com a dos outros; bem como saber expressa-las no momento adequado canalizando-as para os reais objetivos a serem atingidos, e que deve  estar alicerçado no bem estar comum.
Ultimamente tenho ouvido constantemente, uma frase do poeta Ferreira Goulart que diz: - Você quer ser feliz ou ter razão!
Todos queremos ser felizes.
Mas para isso precisamos do conhecimento e de habilidade para fazer as coisas acontecerem.
Defesas, resistências sempre vão existir nos relacionamentos ,assim como relevar,ceder,perdoar também  fazem parte das relações, por isso é importante  estabelecer entre duas pessoas uma ponte de confiança e comunicação, sem jogos de poder.
Alguns chamam isso de “Inteligência Emocional, outros de *Resiliência, descobertas importantes da ciência no campo da psicologia, neurolinguistica,,neuropsicofisiologia.
Palavras que englobam conceitos modernos, buscando ajudar o homem a resolver seus conflitos,superando emoções tortuosas do momento, pelo entendimento amoroso que ele deve ter de si mesmo e do outro.
O Evangelho de Jesus fala sobre “o bem sofrer ou o mal sofrer”, em “ Bem Aventurados os aflitos pois deles é o reino dos Céus”.
Quando ele diz isso, não quer dizer que é a favor do sofrimento ou a dor. Ele fala sobre aqueles que sabem superar  as provações com coragem ,fé boa vontade,determinação, pois estamos  num aprendizado de  amorização.
Saber,querer,poder escolher, a forma mais adequada de enfrentar uma situação tem sido a consideração do Evangelho de Jesus quando nos aconselha a seguir seus ensinos lidando com paciência,tolerância, amor nos momentos difíceis.
Nós podemos nos rebelar, desesperar, aumentando a problemática, ou podemos pelo entendimento de que tudo é aprendizado e necessidade do espírito imortal, arregaçar as mangas e assumir a dificuldade buscando recursos para sua mais rápida solução. Moldando-se a cada obstáculo ou desafio, contornando situações, desenvolvendo a capacidade pessoal,ou talentos,como Jesus coloca.Recursos de compreensão dos fatos, e sua significância em nosso processo de evolução.
De modo geral, o homem já percebeu que as dificuldades do viver na Terra são proporcionais ao que ele pode suportar, como vemos em ditados antigos e populares: " O fardo é proporcional às forças."
Por isso nos momentos de confronto em vez de dizermos: - Eu tenho razão!
Lembremo-nos de Lacordaire que deixa uma mensagem no Evangelho Segundo o Espiritismo escrevendo: " Quando vos atingir um motivo de dor ou de contrariedade, tratai de elevar-vos acima das circunstâncias. E quando chegardes a dominar os impulsos da impaciência, da cólera ou do desespero, dizei, com justa satisfação: - Eu fui o mais forte".




*Lacordaire  ( Texto retirado de O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. V - Bem-Aventurados os Aflitos )

* - A resiliência consiste no equilíbrio entre a tensão e a habilidade de lutar, de atingir outro nível de consciência, que nos traz uma mudança de comportamento e a capacidade de lidar com os obstáculos da vida e do profissional.
                                                                      
*Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Basta a cada dia sua aflição



-Estou atrasado...Estou atrasado...
Dizia o coelho de relógio nas mãos, na história de Alice no País das Maravilhas.
- Que horas são... Quantos minutos já passaram...  Está na hora ?...
Assim falam muitas pessoas, de olhar sempre no relógio. 
Andar rápido. Alguns empurrões. E lá vão elas tentando cumprir prazos e horários.
É mais ou menos assim que grande parte da população se comporta no dia de hoje frente aos inúmeros compromissos assumidos, e que devem ser solucionados num curto espaço de tempo.
Às vezes me pergunto se realmente o progresso que esperávamos valeu a pena, já que é quase impossível vivermos no aperto do tempo que transformamos nossa vida, frente a tantos afazeres.
Utilizamos a tecnologia para termos mais tempo.E o que estamos fazendo do tempo excedente ?
-Mas se houvesse mais algumas horas eu teria mais alguns compromissos diriam alguns, mergulhado no mundo de seus interesses.
Eu me pergunto: - O tempo é curto ou nós estamos assumindo compromissos em demasia.
Inatividade é ruim, mas atividade em excesso também.
Será que estamos realmente priorizando o que é importante?
Será que não estamos fazendo tudo de uma só vez?
Será que estamos só vendo a quantidade e não a qualidade dos afazeres?
E nossa vida de relação como fica?
Acho que mal amados e mau amantes!
Algumas pesquisas indicam que 30% de brasileiros estão com a "síndrome da pressa". Depois de convivermos com a  “síndrome do pânico” a qual nem digerimos ainda, só nos resta agora a “síndrome da pressa”.
Apesar de não ser reconhecida pela psiquiatria, a “síndrome da pressa” é estudada desde 1980.
Segundo estudo realizado pelo Internacional Stress Management Association do Brasil (Isma- BR) entidade que estuda os efeitos do stresse; o transtorno já atinge cerca de 30% dos brasileiros.
Ela não constitui uma doença, mas uma série de comportamentos que altera significativamente a saúde e a qualidade de vida dos indivíduos.
Outro dia uma senhora passou mal porque teve de esperar uma fila para pagar um carnet, tamanha ansiedade e stresse que sentiu.
Outros andam com passo tão acelerado que acabam atropelando quem tem um andar mais lento que o seu.Até subindo uma escada presenciei um atropelamento, pois a pessoa não esperando o elevador desceu tão rápido que trombou com quem vinha subindo.Se não fosse trágico seria cômico como costumamos falar.
As pessoas que sofrem desse transtorno vivem literalmente com pressa, ou seja, não sentem ansiedade apenas em contextos específicos, como antes de uma reunião importante.
“A pressa do dia a dia é pontual, direcionada para um momento. Já a síndrome acompanha o individuo nas 24 horas. Ele acredita que é pouco tempo para dar conta de suas demandas, acumula cada vez funções e se sente culpado se não faz mais coisas”, explica a psicóloga *Katie Almondes.
- Não consigo diminuir o ritmo.Sinto-me mal se ficar parada. E me irrito com quem é lerdo ou quando demoro muito para terminar alguma coisa, são os dizeres de quem tem pressa.
Tensão, hostilidade, impaciência, ansiedade, sono agitado, inadmissão a atrasos, problemas de memorização e interrupção da fala de terceiros, são sinais pertinentes à síndrome da pressa.Muito comum nos dias de hoje, mas que contradiz os cuidados que devemos ter para conosco em nossa vida.
Desacelera companheiro...desacelera...
Nós não estamos no Grand Prix.
Nem sempre o mais rápido é o melhor.Às vezes nossa cultura diz isso, questionando a lerdeza como insuficiência ou incapacidade, mas isso não é real.
Atitude pausada bem arrazoada e segura, não significa exatamente tédio ou lentidão. A pressa faz-nos passar de leve pelas coisas sem amealharmos os conteúdos, sem entendimento, ou aprofundamento. As decisões importantes não devem ser tomadas de afogadilho, impulsivamente todos sabemos.
Às vezes perdemos a oportunidade de usufruirmos um momento tão esperado por nós.
Precisamos encontrar um meio termo entre o rápido e o lento.
Às vezes as circunstancias nos impõe um certo aceleramento, como cuidar de doentes, de crianças, mas isso não significa que não possamos usufruir momentos de paz e calma.
Precisamos estar atentos para recuperar nosso ritmo de vida, nos conectar com nossa essência.
Meimei nos diz que a “simplicidade” é recurso de grande valia
Acalmemos nossos pensamentos nossas emoções; não rendamos culto a quem não nos faz melhor.
Ouçamos uma boa musica façamos a leitura de um bom livro cultive a meditação, a prece tudo isso é recurso infalível para harmonização de nós mesmos.Precisamos reavaliar os reais valores de vida, e com determinação mudarmos comportamentos e atitudes.Estamos aqui reencarnados para usufruirmos cada instante de nossa vida naquilo que toque a profundidade de nosso ser, trazendo a tona o melhor de nós mesmos, e isso não precisa de correria desenfreada, afinal a evolução não dá saltos, mas se faz paulatinamente, com trabalho, serenidade e constância.
- "Basta a cada dia sua aflição "dizia Jesus.
Vivamos um dia de cada vez,na plenitude que ele nos proporciona.
“Na vida há algo mais do que incrementar nossa velocidade” 
(Mahatma Gandhi)       

*Prof. Dra. Katie Almondes
Psicóloga 
Prof. Adjunta do Departamento de Psicologia/UFRN
Orientadora do programa de Pós-Graduação em Psicologia


**Atualmente, a ISMA está representada em 12 países: Alemanha, Austrália, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Hong Kong, Índia, Inglaterra, Japão, Rússia e, mais recentemente, Brasil, sendo a mais antiga associação para o gerenciamento do stress e ainda a única com caráter internacional.

domingo, 16 de outubro de 2011

Nascer,crescer,morrer,renascer ainda, tal é a lei

Claras águas cercam todo meu ser, imersa que estou neste lago liquido, morno,acolhedor.
Sons de batimentos fortes e contínuos atingem meu silêncio. 
Sons que me acalmam, pois são como musica a qual me acostumei pois dizem que estou viva e participante.
Vibrações cariciosas de afeto me envolvem o tempo todo, dizendo-me que sou querida e amada.As mãos de minha mãe me afagam,protegem,acarinham.
Eu sinto-me bem!
Fortalecida no imenso trabalho da construção biológica em que meu corpo se encontra.
Meus pensamentos... Ah meus pensamentos !
São percepções do sonoro, do tépido, do aquoso que me sustentam.
São sensações das substâncias que me mantém vitalmente ativa e que de hora em hora chegam até mim na forma glicosada.Estou me formando paulatinamente.
Já possuo pernas, mãos, cabeça, tronco. Estou prontinha por fora, mas ainda segue o planejamento das retificações dos órgãos, ossos, pele, sistemas, dentro de mim.
Eu também durmo, e me movimento bastante neste lago de águas claras 
que me circundam,aquecem,protegem.
Estou voltando!
Sendo acolhida ansiosamente,carinhosamente,por aqueles que serão meus pais.
Quantos preparos e expectativas nesta espera!
Já sabem : - Serei menina!
Meu nome : - Será Ana Clara!
Minha avó materna espera que eu tenha os cabelos avermelhados da família de meu pai, e os olhos claros da família de minha mãe.
Mas isso são apenas especulações de avó tentando desde já me enfeitar ao olhos do mundo.
Sonhos e esperanças trago dentro de mim!
E sonhos e esperanças traçam para mim aqueles que me esperam.
Retorno a Terra. Este fervilhante celeiro de vida, através da oportunidade da reencarnação.
Viverei numa família que tem como preceitos de educação o Espiritismo.
Com certeza me ensinarão sobre a importância do amor, da família, de Deus.
Meu compromisso será com os vínculos de afeto para com eles, mas meu compromisso maior será para com a “vida”.
Esta vida que estão me facultando agora, e que percebo quão preciosa é, oferecida por Deus em suas leis sábias e amorosas, e mantida pela generosidade de minha mãe e meu pai.
Aceitaram-me, acolhem-me na condição de filha nesta encarnação.
Este é um entrelaçamento da necessidade, vontade,e aceitação de cada um , numa programação de aprendizagem e evolução para todos nós.
Neste instante sinto-me enraizada nas energias profundas de minha mãe. Que pouco a pouco se transubstancia na preciosa semente,que  cresce, cresce, até poder ser fruto precioso da vida.
O tempo me chama, e com ele a certeza que em breve a luz se fará. 
E através do choro e do vagido forte, romperei os laços da dependência física que passo agora, para os braços firmes e amorosos de meus pais titias,titios
priminhas e vovós.
Que me esperam ansiosos, com roupas, mamadeiras e fraldas, para fazer parte desta família terrena, nesta abençoada escola, que Deus traçou e escolheu para acolhimento do espírito imortal.
Nascer,crescer,morrer,renascer ainda tal é a lei.
As águas de Março esperam por você, Ana Clara!

Minha querida netinha! 




ANA CLARA




Clareia o dia                                             Numa nova alvorada

As reminescências
De um antigo viajor

Que  sob o ardor do sol nascente
Vem tão pungentemente
Vivificar-se no amor

De pais ,tias,tios e avós
A recuperar-se dos nós
De antanhos vividos

E que agora exauridos
Retomam através do berço
Num recomeço
Aos braços queridos dos amados seus.

Bom augúrio muita felicidade
Nos traz Ana Clara
Demonstrando que na eternidade
Quem se ama nunca se separa











sábado, 1 de outubro de 2011

Recebendo Criticas

Buscando cumprir um programa de auto educação, o homem de bem avalia-se constantemente.
Vigiando, orando, trabalhando,estando atento para não se envolver em desequilíbrios desnecessários.
Afinal a reforma intima faz parte do processo de burilamento.


Mas para saber se realmente estamos agindo com atitudes renovadas nada como sermos surpreendidos de vez em quando com a observação de alguém sobre nós e nossas atitudes. 
Nada como perceber que de repente vem chegando até nós, sorrateira ou abruptamente, ela:  a  “CRITICA”:


- Ai...Ai...Ai...Como dói.
A critica? Não, nosso ego!
Aquele que você pensa estar quase superado pelos exercícios constantes de conscientização.


Aquele que você pensou estar amenizado. Afinal "eu"  estou mais maduro emocionalmente.
Mas ela a “CRITICA” vem e faz um rebuliço lá dentro de nós procurando onde o "senhor ego" se esconde.


A espiritualidade e o Sr Kardec deixam claro no Livro dos Espíritos  que a maior dificuldade  para o homem em evolução nesse planeta é superar o orgulho e o egoísmo.Dizendo ser esse o maior escolho da alma em aprendizado.


Mas se você já caminhou alguns passos no sentido de auto superação não desanime não; vamos parar e pensar sobre o assunto.
Afinal a evolução não dá saltos, o aprendizado é dinâmico e não estático, e nós sempre precisamos recomeçar.


Pare, pense, reflita sobre a questão.
Receber criticas, faz parte da vida; lidar com elas é que é um desafio.


Observando o mundo ao meu redor percebo que as pessoas acreditam que reagir vigorosamente seja a solução.Pois devem provar que a pessoa que as criticou estava errada.Ás vezes ela precisa mesmo, mas é preciso saber lidar com as criticas de forma positiva.


Elas podem trazer em si oportunidades valiosas de aprendizado.
Podendo ser um genuíno modo de identificar e corrigir desconformidades de atitudes. Haverá aquelas que nada acrescentam, ou que são dirigidas à pessoa errada, mas é necessário lidar com estas também.


Segure a sua primeira reação, conte até dez, coloque “água da paz” na boca como o nosso Chico Xavier dizia, pois nossa primeira reação tende a ser muito mais emocional que racional reduzindo a chance de resolver eventual problema real, ou ter um aprendizado como experiência.


Não morda a isca de “bater boca”, pois você pode até ganha-lo, mas reagir a provocações não é boa estratégia, pois quem reage perde-se no hábito e pode ser facilmente manipulado e conduzido.
Por mais inapropriada seja a critica talvez traga algo sobre você, sobre o que está fazendo, ou sobre a pessoa que esta falando, que você desconheça.


Observe se essa não é uma critica viciosa daquelas que são reflexos dos problemas de quem está criticando e não algo que a pessoa que esta sendo criticada fez ou deixou de fazer. Pois nós só podemos controlar a nós mesmos e não os outros, portanto cabe a cada um de nós lidar com a situação.


Analise o núcleo da questão, pois às vezes a critica vem embalada numa série de camadas de ofensas.
Identificar e responder somente o centro da questão é uma forma de evitar desgastes de energias, caindo nas armadilhas emocionais.Assim também aquele que critica receberá a mensagem de que não conseguiu ofende-lo dispensando futuras manifestações.


Se a critica te afetou profundamente, avalie-se emocionalmente, podem estar presentes aspectos depressivos, ansiosos, e fantasiosos contribuindo para que as criticas negativas surtam tanto impacto sobre você.


Quando nos encontramos bem interiormente conseguimos modificar a energia que é negativa em positiva, transformando-a em motivação.
Precisamos aprender a ouvir uma critica, mas essa é uma habilidade que se adquire com o treino e compreensão.Precisamos acalmar nossas defesas, reafirmando a segurança que temos em nós.


Agir com maturidade e serenidade é uma decisão que nos torna mais confiantes.Perceber que algo poderia ter sido feito melhor nos torna mais competentes.Uma critica construtiva deve ter o ensejo generoso de ajudar alguém trazendo à consciência algo que o outro não percebe.


Ela é saudável quando brota da sabedoria pacifica da mente e vem envolta em suavidade do coração.Por isso antes de dizer algo a alguém deve observar de onde vem a palavra.Quando vêm envoltas em paixões e emoções, elas são insensatas e precisam se acalmar antes de serem ditas.


A critica construtiva é calma, pacifica amorosa, fundamentada em argumentos racionais, isenta do fogo das emoções e brotam do desejo genuíno de ajudar e fazer um bem pelo outro.
As palavras são como folhas ao vento; uma vez soltas é impossível retê-las.


Desenvolva um profundo respeito e gratidão pelas criticas construtivas, elas são sempre um convite ao aperfeiçoamento e um poderoso remédio contra a vaidade.Quanto a criticas negativas, observe-as no contexto de um aprendizado maior ainda sobre as circunstancias que envolvem a nós mesmos, nossas atitudes a as pessoas com quem convivemos.


Lembre-se, sempre que estivermos fazendo algo quer no campo profissional, familiar ou em equipes de voluntariado, haverá aqueles que nos criticarão, pois não se atira pedra em arvore sem frutos.

domingo, 11 de setembro de 2011

Hereditariedade Divina

Deus existe?
Essa é uma pergunta que o homem tem feito a si mesmo nesse caminhar terreno, não encontrando respostas que o satisfaça plenamente, tendo grande dificuldade de compreender a existência de Deus.
Deus existe mesmo? Ou é produto de anseios, medos e necessidades prementes, perante aquilo que não aceitamos ou não entendemos ?
Afinal a morte, as doenças, os revezes da vida acontecem à nossa revelia, e justamente nestes momentos é que resolvemos por a questão da “existência de Deus” à prova, buscando-o ansiosamente na esperança de soluções; ou repelindo-o, dizendo ser impossível sua existência, pois se ele existisse, tal fato ou circunstancia não nos acometeria.
Acredito que todos nós tenhamos recebido orientação religiosa quando crianças,mas tal fato não faz de nós alguém crente em Deus.
Ao contrário, talvez venha daí essa percepção errônea de que Deus existe a partir do momento no qual soluciona nossos problemas.
Nós sempre reconhecemos em quem detém a “autoridade”, alguém para nos ajudar, e é assim que reconhecemos erroneamente Deus em sua paternidade.
Há uma grande diferença entre religião e religiosidade.
Religião é uma organização humana, fundamentada num conjunto de crenças  sobre Deus, na vida, na morte, no Universo
Religiosidade é a certeza formada em nossa alma através de experiências vividas em nossa interioridade sobre Deus, na vida, na morte, no universo.
Quando crianças, queremos ver Deus, imaginando que ele seja o velho barbudo  dos afrescos de Miguelangelo.
Confundimos o criador com as criaturas, atribuindo-lhe suas imperfeições.
Essa é a idéia antropomórfica de Deus, ou seja, como se fosse uma personificação humana.
Quando adultos, aprendemos que ao invés de perguntarmos: - Quem é Deus?
Devemos perguntar: - O que é Deus?
Como fez o Sr. Kardec à espiritualidade.
E o Espiritismo nos esclarece: - “Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.”.
Assim sendo, a idéia de Deus como causa primária, está inserida na nossa consciência divina, como estão os genes em nossa hereditariedade humana.
O Sr. Kardec, em suas pesquisas, questionava à espiritualidade, pois muitos diziam que a “consciência divina”  tinha como referencia os costumes, as crenças,a educação. Mas ele, refutava, dizendo que os selvagens não possuíam esses quesitos e que mesmo assim “reconheciam a existência da Divindade”, adorando-a através da Natureza.
Esse é  o principio da Lei de Adoração.A consciência da “paternidade divina” em nós.
Interessante é que estudos científicos em animais, observou-se comportamentos estranhos ante a Natureza.Em pesquisas recentes com primatas, realizada com chimpanzés na Tanzânia pela britânica Jane Goodall; ao estudá-los, Goodall descobriu que eles agem de maneira nada usual diante de uma cachoeira, adotando um comportamento de reverência que ela chamou de “senso místico”. 
*Abraham Lincoln,dizia:  - Posso compreender como seria possível um homem olhar com ares de superioridade para a Terra e ser um ateu, mas não posso conceber como poderia levantar os olhos para o céu e dizer que não há Deus".
Podemos ver e sentir o Criador pela beleza e perfeição de sua obra..
 Assim sendo, a magnitude de tudo que nos circunda e que nossa inteligência nos diz não ter sido feita pelo homem, é com certeza Criação de Deus..
Deus assim é causa,e a Criação, efeito.
Para compreende-lo nos falta sentido próprio que só se completa pela depuração do espírito.
Mas nós podemos senti-lo e vive-lo em nossa alma.
*Leon Denis dizia que quanto mais profundo e complexo era o assunto, mais devíamos vive-lo em nossa interioridade e não busca-lo em nossa exterioridade.
A idéia de Deus como sendo o nosso Pai, nos foi trazida por Jesus.
A parte mais importante da revelação do Cristo, no sentido de fonte primária, de pedra angular de toda a sua doutrina, é o ponto de vista inteiramente novo que considera a Divindade um Deus clemente,soberanamente bom e justo,cheio de mansidão e misericórdia....O Pai comum do gênero humano que estende a sua proteção por todos os seus filhos e os chama todos a si.
Toda a doutrina do Cristo se funda no caráter que Ele atribui à Divindade como um Deus imparcial, soberanamente justo, bom e misericordioso.E é através da compreensão dos atributos de Deus,que podemos entendê-lo melhor.
Mas não nos esqueçamos que nossa morada aqui na Terra é para progresso e evolução. Existem leis sabias que nos conduzem através de causas e efeitos, assim como livre arbítrio. O que faz com que tenhamos de agir e escolher, assumindo nossas “responsabilidades”, crescendo rumo ao infinito,dentro de um contexto de libertação de nós mesmos através do amor.Tendo os homens melhores condições de entender a essência das coisas e, como conseqüência, poderão fazer uma idéia mais justa da Divindade.
Dizia o pensador e poeta *Paul Valéry: - Que seria de nós sem o socorro daquilo que não existe?





*Dame Jane Goodall DBE, PhD, (Londres, 3 de Abril de 1934, de nome completo Valerie Jane Morris Goodall) é uma primatóloga,etóloga e antropóloga britânica
Estudou a vida social e familiar dos chimpanzés (Pan troglodytes) em Gombe, Tanzânia, ao longo de 40 anos. Os seus estudos contribuíram para o avanço dos conhecimentos sobre a aprendizagem social, o raciocínio e a cultura dos chimpanzés selvagens.
É mensageira da paz das Nações Unidas, fundou o Jane Goodall Institute e é afiliada ao ao grupo defensor dos animais Humane Society of the United States.[1] O seu trabalho é reconhecido e já foi homenageada em muitas ocasiões com honrarias académicas diversas e prémios científicos.

*Ambroise-Paul-Toussaint-Jules Valéry (Sète, 30 de outubro de 1871  Paris, 20 de julho de 1945) foi um filósofo, escritor e poeta francês daescola simbolista cujos escritos incluem interesses em matemática, filosofia e música.

*Abraham Lincoln (Hodgenville, 12 de fevereiro de 1809  Washington, 15 de abril de 1865) foi um político estadunidense, 16° presidente dos Estados Unidos de março de 1861 até seu assassinato em abril de 1865. 

*Léon Denis (Foug1 de janeiro de 1846 - Tours12 de Março de 1927) foi um filósofo espírita e um dos principais continuadores do espiritismo após a morte de Allan Kardec, ao lado de Gabriel Delanne e Camille Flammarion. Fez conferências por toda a Europa em congressos internacionais espíritas e espiritualistas, defendendo ativamente a idéia da sobrevivência da alma e suas conseqüências no campo da ética nas relações humanas.

sábado, 20 de agosto de 2011

Escrevendo uma nova página de vida



Quantas pessoas encontram-se neste momento em situações extremas fazendo opções  que as entristecem e angustiam, sentindo-se  vitimas das circunstancias que as envolvem.
Com certeza são muitas, talvez entre elas nós também.
Onde buscar ajuda neste momento?
Onde a solução tão aguardada ?
Talvez um emprego melhor!
Quem sabe mais dinheiro!
Talvez quem me magoou me peça perdão!
Talvez eu volte a amá-lo....!
Quem  sabe meu filho mude!
Ou o chefe me entenda melhor!
Mas a que distancia a solução se encontra de nós? 
Precisamos de ajuda.
Mas esperamos sempre da ajuda, que chega, recursos para mudar o panorama que nos aflige exteriormente.
Poucos de nós consegue observar as situações que nos pedem constantemente criarmos recursos de superação “dentro de nós”.
Só podemos mudar o mundo” fora de nós”a partir do momento que o mudarmos” dentro de nós”.
Desistimos de tudo tão facilmente, e por fim desistimos de nós mesmos. 
Esquecemos que, aprender as vezes traz sofrimento e dor. E que a vida é aprendizado constante.
Há em nós uma força interior descomunal  que desconhecemos.
È o “eu divino”.
Os momentos difíceis nos fazem despertá-la, nos lembrando quem somos.
E ela nos diz o quanto podemos e devemos realizar por nós mesmos. Nos resgatando dos enganos,das disilusões. Superando medos, receios, inseguranças. Principalmente de sofrer, pois para aquele que sabe, sente e escolhe vivificá-lo em si,acaba colhendo  através do esforço,da perseverança, do trabalho, os frutos da bonanza.
Estamos aqui reencarnados para superação de nós mesmos.
Resgates, provas, missões se houverem, são exatamente para isso,ou seja:
 - Um caminho de aprendizado continuo constante.
Por isso vivifique dentro de você os recursos de lidar com o outro sem ter de mudá.-lo.
Ame seu filho naquilo que ele é agora, não deixando para amá-lo num futuro que poderá ser tardio.Talvez essa seja a mudança necessária.
Utilize o dinheiro com parcimônia, sem o sentimento de que você necessitada mais do que a realidade impõe.
Assopre sempre as cinzas do amor que pensas que morreu.
Resgate a gentileza ,a cordialidade, a amizade trazendo de volta a admiração e com ela o amor.
E o chefe ? Ah... o chefe!
Esse representa a autoridade que devemos respeitar, e quão difícil é para nós essa questão.
Si hay  autoridad soy contra.
Ainda hoje, os brindes que fazem no México são sempre pela “revolución”.
Somos rebeldes por natureza. È uma questão de evolução. Ou diria de *‘involução’.
Essa é uma questão a ser tratada com nosso orgulho, nossa vaidade nosso, ego. Talvez por isso ela está tão envolvida com o dinheiro pois só isso me faz atura-la ou seja; -  uma questão de “sobrevivência” material sim;  mas de sobrevivência.
Dizem que:
“O dia em que a criança descobre que todos os adultos são imperfeitos, ela se torna adolescente.
No dia em que os perdoa, ela se torna um adulto.”
Precisamos entender que aquele que detém a autoridade nem sempre é perfeito, como nós gostaríamos que fosse e que deveria ser.
Que comportar-nos com rebeldia é perda de tempo.
Precisamos crescer enfrentando as situações, fazendo as escolhas de conformidade com nossas necessidades mais prementes, nos respeitando, mas também superando suscetibilidades, lidando melhor com nossos sentimentos e emoções, nos permitindo, enfrentar, confrontar, amar, compreender, tolerar,perdoar.Lutando pelos nossos direitos mas, cumprindo com nossos deveres, com maturidade.
Que possamos assim escrever um nova pagina, nesse livro que se chama vida, aprendendo  que as mudanças começam dentro de nós, refletindo ao nosso derredor.


*Involução - o espírito pode ficar estacionário,( por algum tempo) mas não retrograda jamais.
Alguns espíritos evoluídos ( da esfera crística ) assim como Jesus  tiveram que passar por uma modificação perispiritual intensa para poder reencarnar novamente num corpo de carne,densificando seu padrão vibratório.
A forma como esta no texto acima foi para dar uma certa leveza .

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A oportunidade da reencarnação

E o guerreiro descansa no mundo de *Hades.
Mas como sobrevivente da vida intensa vivida aqui na Terra, de vez em quando deixa seu olhar voltar-se para o mundo fervilhante de vida que o planeta azul abriga.
E em seu coração acostumado as durezas das varias batalhas, põe-se a desejar um novo recomeço.
Mas como ele poderá voltar, se aos deuses, herói mitológico, guerreiro, resta apenas viver das lembranças, das glórias, no Olimpo, após sua morte?
Desejos e devaneios jazem em seus sentimentos.O descanso eterno lhe parece penoso demais.
Anseia pelas batalhas que trazem glória para quem sabe vivê-las.Anseia a companhia daqueles que lhe foram fiéis companheiros de armas e lutas.
E assim nosso herói busca caminhos para seus descaminhos, no descontentamento.
Raios, trovões! Pragueja de vez em quando, chafurdando-se na força da rebeldia incontida, que poderosa tenta envolvê-lo, mudando-lhe o humor.
Anda, movimenta-se, locomove-se, espiando a Terra uma vez mais.Voltando-se entristecido, lentamente acomoda-se olhando para o reflexo de sua armadura, espada, e escudo que brilhantes ali jazem inertes...
É lógico que esse fato se reporta a *Mitologia Grega, sendo alusivo às crenças antigas desse povo.
Mas as crenças sempre fizeram parte da mente humana principalmente no campo da fé, dai a necessidade  de ser raciocinada mudando padrões de comportamento para sua libertação.
Espíritos existem, que quando despojados da matéria física e encontrando-se no plano espiritual fixam-se em suas crenças, em seus pensamentos, determinando o mundo e o tempo em que passam a habitar.
Seja de sofrimento, dor, culpa; extrema fixação imobiliza-os até compreenderem essa nova realidade de vida.
Daí a necessidade da reencarnação, onde um novo aprendizado, um novo recomeço, será como brisa fresca a soprar em suas entranhas, libertando-o de si mesmo.
Décadas, séculos, muitas vezes levam esses espíritos a despertarem para outra realidade, devido à cristalização mental em que se encontram. Fixados que estão pelos pensamentos e sentimentos do ódio, rancor doentios.
Lembro-me de um deles que no tratamento desobsessivo, durante a assistência recebida, chorava e buscava o ente querido que havia sido vitima de uma situação difícil,sendo esclarecido pelo grupo que esse ente querido a muito se recuperara.Reencarnara inúmeras vezes, e perdoara quem o magoou.
Só ele ainda estava preso ao passado buscando vingança.O algoz se redimira através do perdão de sua vitima e do trabalho. Tivera tempo de crescer, assim como o ente querido que buscava, mas ele mantivera-se preso ao desespero, fixado que estava  nessa situação.
Ali estava devido às orações desse coração ( ente querido)  que às vezes sentia uma presença estranha em seu lar.
Trazido ao grupo de desobsessão, foi atendido pela espiritualidade que o acomodou carinhosamente ao médium. Sob o impacto das energias físicas, emocionais e espirituais equilibradas do médium, foi esclarecido despertando paulatinamente.
Através da anamnese logo percebeu que há muito desencarnara.Que o tempo passará, e aquele que buscava, e acreditava estar em sofrimento há muito se refizera.
Percebeu que a tempo estava fechado em si mesmo com suas tristes lembranças e crenças de vingança, vivendo e revivendo as situações do passado.Levado pelos amigos espirituais, longo tempo ainda levou para sua recuperação.
O Espiritismo diz que o pensamento é vida. E realmente ele pode libertar ou aprisionar uma pessoa indefinidamente.
Por isso precisamos aliar ao conhecimento espiritual ao evangélico aprendendo sobre o amor e o perdão, abrindo as comportas do coração.Podendo ultrapassar os desníveis vibratórios descompensados pelas paixões.
Reencarnação oportunidade bendita de recomeço!
Na Lei do Esquecimento, sedimentam-se novos conhecimentos aferidos pelo homem em seu tempo.
Encontrando-se com antigos desafetos, possibilidades novas se apresentam para aparar as arestas.
Aprendizado em novas bases que buscam trazer felicidade e paz.
Daí a importância da educação do espírito.Utilizando o novo recurso nessa construção.Não esquecendo de trabalhar seus sentimentos através da religiosidade.
Coloquem Deus na vida das crianças, não deixem para depois!
Muitos dizem; - Ela é pequena demais, quando crescer poderá escolher o que quiser.
 Ledo engano! Qual matéria moldável se faz o coração da criatura em sua infância.
Este é o período mais especifico para a sementeira.O solo está mais fértil, pois o espírito conseguirá subtrair-se às tendências tortuosas que se fixam no campo emocional e mental quando aparecerem, pois terá as informações dos recursos novos ali imprimidos.
 Haverá conflitos internos, que muitas vezes se apresentarão na presente reencarnação na mesma época em que se desenvolveu no passado.Retornam como crises, assustando os pais e responsáveis que não atinam com as doenças e desequilíbrios que aparecem gratuitamente.
Mas com a confiança nos bons sentimentos ali instaurados através da oportunidade da atual reencarnação, e com fé na lei da justiça e bondade de Deus, tudo será superado. Afinal os pais, a família, a educação, a nova reencarnação, é exatamente para isso.
Sejamos bons semeadores para sermos bons ceifeiros.
Na terra livre do coração é obrigatório colher aquilo que se planta.
Sejamos o guerreiro que combate às más tendências. Lutemos contra as fixações mentais da ignorância e do desamor.Tornemo-nos o herói da batalha contra nós mesmos, vivenciando cada dia a luta renovadora do espírito imortal aqui na Terra.
Deixando os mortos enterrarem seus mortos, assim como ao mundo de Hades suas limitações e expiações.





*O Nome Hades pode levar a confusão, porque era usado pelos antigos gregos tanto para o deus que mandava no Mundo Inferior como para o Próprio Mundo Inferior. Embora fosse o reino dos Mortos, o Hades grego não se parecia com a idéia posterior de inferno, um sítio onde os condenados sofriam penas eternas. Era um lugar para onde todos os mortos – bons ou maus – seguiam, guiados pelo deus mensageiro Hermes. Só quando lá chegavam era decidida a sua sorte. Alguns, principalmente aqueles que haviam ofendido os deuses, sofriam, mas aqueles que tinham sido bons, ajuizados e caridosos, e autores de grandes feitos, podiam ter uma além-vida muito feliz.
*Anamnese – Terapia exclusiva da espiritualidade que plasmando uma tela à frente do espírito que está ligado ao médium através da psicofonia, faz com que seus pensamentos ali refletidos tragam de sua memória os fatos do passado por ele vividos.  Detalhes, vão sendo plasmados em imagens nessa tela, possibilitando aferição da verdade.
Estando ligado ao campo emocional do médium (que está mental, emocional e espiritualmente) equilibrado, ele faz esse aporte de maneira lúcida e eficaz, pois o médium, o grupo a espiritualidade lhe dão as condições vibratórias especiais para isso.È um momento de libertação, reabilitação para o espírito desencarnado.


*Na mitologia grega, o Monte Olimpo é a morada dos Doze Deuses do Olimpo, os principais deuses do panteão grego. Os gregos pensavam nisto como uma mansão de cristais que estes deuses (como Zeus) - habitavam.


*Mitologia Grega Os gregos criaram vários mitos para poder passar mensagens para as pessoas e também com o objetivo de preservar a memória histórica de seu povo. Há três mil anos, não havia explicações científicas para grande parte dos fenômenos da natureza ou para os acontecimentos históricos.Portanto, para buscar um significado para os fatos políticos, econômicos e sociais, os gregos criaram uma série de histórias, de origem imaginativa, que eram transmitidas, principalmente, através da literatura oral.