Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Deixai vir a mim as criancinhas nº 2

Imagem
Como é bom aprender!
É como luz crescendo em  nós. É  tirar a escuridão, abrir janelas, permitir o sol entrar.
Respirar calmo, não comer, mas ter uma sensação gostosa de saciedade,como se tudo estivesse certo como está. Me lembro dessa sensação quando entrei em contato com os ensinos espíritas,e minha angustia foi se acalmando. Dr Alirio Cerqueira Filho diz que para aprendermos precisamos cultivar o sentimento de aprendiz..E essa condição nos diz em abrir a alma ao aprendizado sem preconceitos mas a luz da razão e dos bons sentimentos.fazendo a conexão com o amor. Dr. Adão Nonato dizia : Só  sabemos se aprendemos quando ensinamos. Ou seja permitir-se vivenciar o aprendizado a tal ponto que você o ensina exemplificando-o. Também há o desconforto, pois há crenças em nós que parecem verdades eternas, sem chances de mudar.Outras que nos deixam confortáveis pois dizem o que queremos e não precisamos nos esforçar com relação a elas . Todos temos um lado obscuro, incerto, esquecido, não visi…

Sejamos tutores de nós mesmos

Imagem
Vivemos na infância da vida espiritual,  Habitamos um planeta de expiação e provas o que não deixa duvida sobre nosso nível de evolução. Ainda há muito a fazer e construir no campo moral e intelectual. A consciência do amor que representa o estagia de evolução em desenvolvimento, ainda é fator de lutas acerbas. Nossa vida de relação ainda prescinde imensamente do desenvolvimento estrutural do afeto. O reflexo disso é a indiferença, o despotismo, o egocentrismo avassalador que ainda persiste no ser humano. Isso extravasa no campo social e familiar, gerando desagregação, viciamentos, violência e dor. No campo religioso vivemos durante muito tempo a expensas de uma fé dogmática e mística onde a razão e a ciência inexistiam propiciando uma fé cega e forçosamente as expensas de seus representantes. Vivenciamos a fé de maneira arbitraria e utilizamos os bens da matéria nas questões espirituais através da compra de indulgências, eximindo o homem de suas escolhas e consequentes responsabilidades. Ch…