Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Porque não faço o bem que desejo?

Imagem
É do do apóstolo Paulo. na Carta aos Romanos
(7, 15), a colocação:  – Eu não entendo o que eu faço; não faço o bem que desejo, mas o mal que não quero e aborreço, isso é o que eu faço. Paulo fala da complexidade humana ante o bem a ser realizado, já que a imperfeição é inerente ao ser humano. 
Fala da fragilidade de nossa  fé ante nossa vontade , e do sofrimento por inúmeras vezes vê-la fracassar.  Expõe a dificuldade  dos sentimentos humanos ante a busca da virtude e  os vícios em que se apega.   O comportamento humano trafega entre os opostos do bem e do mal, da  perfeição que esta ao seu alcance, e a imperfeição de que é possuidor.
Orgulho e humildade, prazer e dor, apego e desapego, realidade e fantasia,  se antepõe em nossa caminhada terrena. Auto conhecimento, auto superação esta na raiz profunda de nossas necessidades. Embora estejamos fadados a perfeição o caminho do aprendizado é longo, passando pela tentação constante das irrealidades materiais. Kardec diz que: -  “ O espirito progrid…