Translate

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Auto Educação

Não somente nos dias de hoje, mas através de todos os tempos, o homem é impulsionado ao processo de auto educação.

Elaboração íntima do estado de consciência adquirido pelo próprio viver.

Maturação de um processo lento do conflito interior entre a natureza que o move a felicidade, e a analise das causas que o delongam.

Chamamento ingente para o estado de perfeição que a jornada ascensional subsidia.

Quando recusado, a dor se lhe impõe ante os obstáculos não ultrapassados.

Estagnação demorada se a recusa lhe entorpece a vontade, delongando o processo de auto iluminação.

Descaminhos da luz em plena jornada do dia que obscurecendo os sentimentos neutralizam o despertar.

Entre dores e amores, num caminhar lento, vai percorrendo a senda como se estivesse coberta por tênue bruma que o ego impede de visualizar.

Mas o tempo é inexorável!

Acima, ao alto, à frente, sempre...!

Todo ser vibra em uníssono com a Criação, na dinâmica da vida,num ciclico andamento de estímulos para o despertar.

Tomada nas próprias mãos como pena, vai psicografando a própria vida, na envolvência do mundo interior,das experiências programadas; para o exterior nas experiências retificadas sendo médium de si mesmo num doce cristianizar.

Preenchendo o vazio existencial da solidão que ecoa no próprio coração, dá vazão a solicitude e a luz, em detrimento do egoísmo e das sombras.

Escolha difícil, mas prioritária, para a sobrevivênvia do “ser imortal”.

E o inevitável acontece, como Fiat Lux entre o Céu e a Terra, o homem sintoniza para as verdades do Espírito, realizando na Terra o chamamento dos propósitos divinos, num afetuoso alento para o despertar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário