Translate

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Não se desligue de Deus - "Endireitai Vossas Veredas"

No mundo de hoje o homem tem de galgar posições cada vez mais importantes.
Estar sempre apostos para todas as situações.

Sendo o primeiro, o melhor, o mais esperto,
preparado para tudo.
Estando sempre incentivado a um processo extenuante de competitividade constante onde a mente tem  que estar apta para brilhar.

Visualizar todas as oportunidades que se apresentam, fazendo as escolhas mais pertinentes aos seus interesses, afinal busines is busines.

Agindo friamente, não tem tempo a perder.Um minuto sequer, pois tempo é dinheiro.

Fica difícil sequer imaginar que um dia as coisas possam mudar, tomando rumos diferentes daquele que sua tão previsível vida material pressupõe.

Dessa forma sua visão está sempre fixada em si mesmo, em seus negócios, e cada vez mais individualista fecha-se para os sentimentos; transgredindo muitas vezes a necessidade, o interesse o direito do outro, num culto constante ao egocentrismo avassalante que vai pouco a pouco minando o ser espiritual que nele habita.

È como se uma parte de si mesmo estivesse morta e como alma penada perambula pela vida material nas vacuidades que lhe instigam o prazer ou o poder, ditado pelos padrões preestabelecidos, das necessidades supérfluas.

O ser espiritual que nele habita sufoca em sua interioridade, enquanto o ego cada vez mais em sua superfície respira a longos haustos.

Nos revides da vida, quando dá por si, sozinho e solitário, grita e chora a plenos pulmões reclamando como vítima esquecida pela justiça de Deus.

Muitos lhe estendem as mãos, pois sábios na vivencia do sofrimento e da dor, compreendem nesse momento a necessidade de aprendizado que se lhe apresenta.

Mas ele intransigente, e orgulhoso exige a perfectibilidade da ajuda, que nunca se ajusta ao seu desejo, acostumado que está nas escolhas suntuosas que se apresentavam anteriormente.

Para que as arestas se aparem acostumado a ter sua vontade exalçada ilimitadamente, longo tempo de maturação dos sentimentos será necessário até que desperte para as realidades do espírito imortal.Onde uma vontade superior a todos comanda, num dinâmico ciclo de *nascer, morrer, renascer ainda, progredir sempre tal é a Lei.

Em muitas situações haverá a dor como conselheira, buscando os sentimentos que jazem dormentes na alma, sensibilizando-a para a fala do coração que como língua estranha, lhe perturba os sentidos, acostumados que esta a racionalização de tudo.

Como racionalizar o querer só para si, quando nossa vida depende de tantos.

Nosso corpo físico é um amalgama de infinitas vidas que interagindo entre si garantem o subsidio de uma organização perfeita de órgãos, aparelhos, sistemas, tecidos.

Como racionalizar o só para si, se desejando tanto o “ter” isto não me exclui de necessitar do outro, que planta, colhe, cria, produz num subsídio constante da manutenção dos elementos básicos da vida física.

Para aqui estar precisei de alguém que me aceitasse em seu ventre. Precisei do elemento que me tornou um ser humano.Alguém que cuidasse e zelasse por mim até eu me tornar independente. Mesmo assim às vezes ouço que:

-Eu  fiz a mim mesmo!

E poderíamos acrescentar :

-Realmente você fez a si mesmo, daí a responsabilidade que repercute agora em seus caminhos.

Reconsidere! Não se desligue de Deus!

*Endireitai vossas Veredas!
Ainda há tempo para reiniciar. Para fazer crescer em você a compreensão do porque estamos aqui na Terra; - para viver o Espírito na matéria e não apenas a matéria em si mesma.

A causa maior é o Espírito!

A matéria o meio para potencializar através do trabalho aquilo que somos; - espírito imortal.

Aprendamos a amar e respeitar o corpo físico.O sentimento de cada coração que se apresenta diante de nós. Em qualquer forma de vida.

Deus nosso Pai é onipresente estando em tudo e em todos.

Abrangendo a natureza material e espiritual do Universo.*Criação e Criador

Nele existimos e nos movemos, circundados por seu amor *emanente, e criador.

Quando o homem visa apenas o aspecto material em seu modo de ser e poder sobre tudo e todos, se distancia de seu criador e conseqüentemente de sua essência.

Isso o coloca no campo dos “desejos pessoais” o que fortalece seu ego, distanciando-o das leis de Deus que se baseiam no “direito pessoal”.

Direito este inalienável, pois esta inscrito na consciência do homem, como lei natural que é.

A lei natural é a lei de Deus. Através dela sabemos de sua existência, como causa primaria de tudo, pai de “todas as coisas”.

O universo imensurável, o tempo, o infinito, as probabilidades, o acaso, a Natureza, as leis naturais, o movimento da matéria, a energia, a eternidade.

Sendo o homem apenas usufrutuário necessitado e temporário dos bens de Deus.




*Esta frase,  foi esculpida no frontispício do dólmen de Kardec em 1870

  NAITRE, MOURRIR, RENAITRE ENCORE
  ET PROGRESSER SANS CESSE

  TELLE EST LA LOI

*Endireitai Vossas Veredas “Mateus 3: 3”.

*Emanente é diferente de imanente.

*Emanente vem de emanação relacionada ao neoplatonismo

Ex: Da emanação de Deus surgiram todas as coisas

*Imanente vem de imanência relacionada ao Panteísmo

Ex: A individualidade do sujeito acaba por diluir-se no Todo e desaparecer como individualidade: o Nirvana

*Criação - Natura Naturata

* Criador -Natura Naturans

OBS: Para quem gosta de estudar, recomendo o cap.II da Genese - Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário