Dia especial

Antes gostaria de me identificar. Meu nome é Graziela e sou filha da Ceile, autora desse blog.
Hoje cometi um leve delito: roubei a senha da Ceile para escrever esse post em sua homenagem, afinal, dia 18/09 é seu aniversário, embora haja algumas controvérsias a esse respeito mas isso é uma outra história.

Sempre impressionou a sua inteligência e amor ao estudo. Acho que de alguma forma herdei isso dela. De tanto vê-la estudando o Espiritismo para ser uma professora, palestrante e médium melhor, também me afeiçoei aos livros.

Mas o mais interessante era ver sua alegria quando encontrava algo nas pilhas de literatura que pesquisava que ninguém tinha descoberto ou usado ainda - impressionava e ainda impressiona a sua paixão pelos temas da religião e sobretudo do espírito.

Foi com ela que aprendi as primeiras noções de Deus, de amor ao próximo e de religiosidade. Ter uma mãe espírita e praticante de corpo e alma certamente me fez uma pessoa mais forte, mais convicta das minhas crenças, mais nobre e de fé. Não sei ao certo quando comecei a viver o espiritismo mas tenho quase certeza que foi com a música da Meimei que ela cantava pra mim, à noite - musica que canto hoje para a minha filhinha, no horário das refeições em que sempre nos lembrava de agradecer ao Papai do Céu e nas visitas aos orfanatos, que me fazia valorizar a família que tinha.

Apesar de dona de casa (ela as vezes deixa escapar sua insatisfação em não ter tido condições de ter tido uma profissão), muito da profissional que sou devo a ela. Mãe exigente, organizada, prática - daquelas que faz mil e uma coisas ao mesmo tempo - mal sabe ela que minha capacidade de foco, criatividade e agilidade na solução de problemas certamente se devem a anos de observação e convivência. Mas o que guardo até hoje e tenho feito uma constante em minha vida foi o que certa vez me disse: "Pra se ter as coisas na vida filha, é preciso disciplina e dedicação". Acabou que hoje virei "workaholic"- no bom sentido!!

Mas meu maior motivo de orgulho se deve ao fato que, no auge dos seus 60 anos, ela resolveu se reinventar a partir de um mundo novo que teve coragem de conhecer - a internet. E que bom que ela acreditou em si mesma e superou suas dificuldades pessoais e até certa falta de crença em si própria: por causa disso, não só eu que faço parte de seu convívio, mas milhares de pessoas conectadas no mundo virtual, podem desfrutar de seu conhecimento e de seu enorme coração, conhecendo um pouquinho mais dessa belíssima e apaziguadora doutrina que é o Espiritismo.

Parabéns ceile!
Parabéns mãe!
Com amor
Graziela

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cada um segundo sua obra - A Determinação

O Sono E a Mediunidade

"Aquele que tem olhos de ver que veja,aqueles que tem ouvidos de ouvir que ouça"